Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Cerimonial dos Casamentos
Cerimonial dos Casamentos

Cerimonial dos Casamentos

 

Evangelização nos Ensaios

 

1) O casamento é celebração de Aliança. Aliança é ato ou efeito de aliar-se e, assim, as pessoas se tornam aliadas, comprometidas mutuamente, cúmplices. Na celebração do casamento, os gestos e palavras que vocês vão praticar, exprimem vários aspectos da Aliança que se celebra.

 

2) As entradas do noivo e da noiva vão conduzir vocês ao encontro definitivo de suas vidas. Vocês dois já marcaram muitos encontros. Todos passageiros. No casamento, vocês têm o encontro definitivo na Igreja, diante do altar. As entradas de vocês vão conduzi-los para lá.

 

3) O noivo vem receber a noiva. Este é um momento com gestos de grande simbolismo. O pai da noiva, representando a família dela, entrega a filha para o seu marido. A filha, que está deixando a casa, despede-se de sua casa com um beijo no pai. O noivo cumprimenta afetuosamente o sogro e recebe sua bem-amada com um beijo simbólico de acolhimento.

 

4) O casamento cristão é diferente do simples casamento de um homem e uma mulher que envolve apenas essas duas pessoas. No casamento cristão, que celebra a Aliança, são três as partes envolvidas, pois o noivo e a noiva (ou pelo menos um deles) já estão comprometidos em Aliança com a pessoa de Jesus Cristo pelo Batismo. Esta Aliança Batismal não é desfeita pelo casamento, mas incluída na Aliança que o noivo e a noiva vão celebrar. Simbolizando a presença de Jesus, como a outra parte nesta tríplice Aliança, a Bíblia (Palavra de Deus) entra com destaque. Este sentido rico e bonito da Aliança no casamento cristão são simbolizados com a entrada das alianças dos noivos juntamente com a Bíblia.

 

5) Os noivos já se encontraram e já estão diante do altar. O casamento já começou. Agora vão realizar o primeiro ato dos dois juntos no casamento, praticando um gesto cheio de significado: inclinando-se na direção do livro, beijam a Bíblia, acolhendo a presença de Jesus como participante da Aliança que celebram e a Palavra de Deus como luz para suas vidas, sua união e sua nova família.

 

6) No momento em que o noivo e a noiva vão pronunciar as palavras do compromisso conjugal, dão-se as mãos, olhando um para o outro, olhos nos olhos, confirmando com esta atitude a verdade do que estão dizendo:

 

"E eu te recebo como minha mulher (ou meu marido), e te acolho em minha vida, prometendo-te ser fiel, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na juventude e na velhice,  amando-te e respeitando-te por todos os dias de nossas vidas".

 

7) Na bênção nupcial, se os pais dos noivos estão juntos, podem ser chamados para que, com destaque, ao lado do sacerdote, transmitam a seus filhos a bênção nupcial que também eles receberam no seu casamento.

 

8) Os cumprimentos, ao final, devem ser com o casal junto, e não com cada um separado de cada lado. Afinal, já não seria um bom sinal o casamento começar com cada um dos cônjuges saindo para um lado diferente. Separar o casal neste momento é exclusivo interesse de fotógrafos, o que não se justifica.