Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Cerimônia Ecumênica
Cerimônia Ecumênica

Cerimônia Ecumênica

Quando os noivos pertencem a religiões diferentes, sempre surge a dúvida sobre como e onde será realizado o casamento. Nesse caso a dica é conversar com o responsável pela cerimônia em cada uma das crenças para chegar a um acordo sobre uma celebração ecumênica na qual os dois possam receber as bênçãos das suas respectivas religiões juntas.

A Igreja Católica – assim como a protestante, que se baseia no Cristianismo – tem autorização para celebrar a união de casais de diferentes crenças em qualquer um dos templos, bastando para isso entrar em acordo com o outro celebrante. O mesmo acontece com as religiões afro-brasileiras, já que as bênçãos dos orixás se estendem ao cônjuge que não segue a doutrina. Na religião judaica, os casamentos ecumênicos também são permitidos, mas a tradição indica a conversão como o melhor caminho. Já no Islamismo, apenas os homens têm permissão para realizar o casamento com mulheres de diferentes religiões e, mesmo assim, somente com as que pertençam às crenças que têm a Bíblia como livro de referência – as outras são desconsideradas.

O local mais adequado para a celebração do matrimônio pode ser um dos templos – nesse caso, o celebrante anfitrião faz um convite amistoso ao visitante – ou mesmo um “campo neutro”, como em um buffet, no qual os dois possam celebrar com a mesma liberdade. É conveniente alertar os convidados sobre o ecumenismo da cerimônia – o aviso pode vir já no convite, distribuído anteriormente.

Como eles não estarão envolvidos diretamente na bênção, não precisam se preocupar com os rituais da crença que não conhecem, bastando manter o bom senso e um comportamento normal durante o rito. “Os noivos, sim, precisam estudar um pouco da crença do parceiro, para se comportar adequadamente durante a celebração”.